Há menos de 90 dias, o País está enfrentando diversos desafios em todos os setores. E não está sendo diferente para todas as escolas do Brasil. O Isolamento social impediu que milhares de crianças e adolescentes fossem para as escolas e, como não existe previsão do isolamento acabar, a educação a distância foi inserida para minimizar o impacto.
Diante dessa realidade em que estamos vivendo, é inviável fazer com que todas essas crianças e adolescentes parem de estudar por meses. Por isso, todos estão voltados em soluções e estratégias para conter os impactos na aprendizagem desses alunos.

Na prática sabemos que o professor pode enfrentar muitos desafios com esta nova modalidade EAD. Segue alguns desses desafios:

Conhecimento técnico

Dificuldade em lidar com as novas tecnologias, computadores e equipamentos de filmagem obsoletos ou até a ausência deles;

Corpo Discente

A falta do contato direto com o corpo discente, é outro desafio apontado no trabalho dos professores;

Aulas atrativas

A preocupação e insegurança na transmissão de conteúdo, em ser atrativo para os estudantes e se eles irão absorver o conhecimento apresentado;

Tempo de aprendizado

Os professores não tiveram tempo para aprender ou serem treinados nessa nova modalidade, em menos de uma semana as escolas já estão cobrando vídeo aulas e atividades.

Jornada dupla

Uma outra questão apresentada é que o horário de trabalho dos professores, ou seja, a separação do momento em que se está trabalhando e o momento em que se tem para suas necessidades pessoais não existe mais.

Todos nos reconhecemos a importância de estreitar esse relacionamento professores e alunos, mesmo em casa. Assim precisamos tornar essa experiência cada vez mais positiva

Por isso o professor, precisa estar preparado para ensinar e aprender a distância.

A principal dica é escolher uma plataforma que dê subsídio e capacitação para que o seu professor posso interagir de forma fácil e rápida. Conheça a nossa plataforma Mhund EAD.