O desafio da retenção de alunos nas escolas

O desafio da retenção de alunos nas escolas

Entre várias dificuldades que os gestores de escolas apresentam, a retenção de alunos é uma delas que ganha destaque! O fato de não conseguirem manter os alunos matriculados até o final do curso ou do ano letivo é um desafio que não recebe a mesma atenção que a busca por novos estudantes.

Apesar da qualidade de ensino ser um fator importantíssimo, ela por si só não é suficiente para manter um aluno dentro da escola. É preciso de estratégias para facilitar e ajudar a permanência dos educandos, de modo a acompanha-los mais de perto e intervir em situações que possam implicar em seu abandono escolar.

Categorias de ensino

Todas as instituições de ensino estão propensas a sofrerem desistência por parte dos alunos e para cada nível há um planejamento mais adequado para reverter esse quadro. Portanto, incialmente vamos categorizar o ensino para posteriormente pensar nas possíveis mudanças:

Educação básica: escolas de educação infantil, ensino fundamental e ensino médio.

Ensino superior: Faculdades e centros universitários.

Cursos livres: escola de instrumentos, idiomas e outras que não estão inseridas nas categorias anteriores.

Identificando qual a modalidade de ensino do aluno é mais provável reconhecer qual o problema que faz com que ele abandone as aulas ou feche sua matrícula.

acervoteca-software-para-bibliotecas-e-acervos-random-01

Aspectos financeiros

A renda familiar muitas vezes pode ser abalada por fatores inesperados como demissão, chegada de um novo membro, gastos com a saúde e outros. Isso faz com que as despesas com a educação possam ser cortadas, visto as outras prioridades indispensáveis para sobrevivência.

Para auxiliar os alunos que estão apresentando dificuldade financeira os gestores devem acompanhar as inadimplências e elaborar descontos, renegociações e até mesmo bolsas de estudos.

Com essa oportunidade é esperado que os alunos e seus pais, em caso de crianças em adolescentes, sejam mais participativos na escola em virtude de manter a isenção ou desconto.

Dificuldade na aprendizagem

Um dos motivos que podem influenciar no abandono de uma instituição escolar é a dificuldade que o aluno sente em tirar boas notas ou em acompanhar o restante dos colegas nos trabalhos e atividades propostas. Ao identificar esses obstáculos o aluno dificilmente sente interesse para continuar a frequentar as aulas.

As escolas precisam ter um olhar atento aos alunos que apresentam dificuldades pedagógicas, pois a partir disso é possível identifica-los e elaborar junto a equipe algumas estratégias, como grupo de estudos ou elencar alunos que se destacam no aprendizado para auxiliar aos demais, por exemplo.

Desse modo os estudantes e seus responsáveis atribuem a escola uma nova relação em que as dificuldades podem ser superadas sem que haja um afastamento do problema, mas sim uma solução.

Comportamento inadequado

Desde a educação infantil até o ensino médio é possível que os professores encontrem alunos que não se adequam as regras impostas nas instituições de ensino e acabam por comprometer o desenvolvimento das aulas e até mesmo a relação com os demais colegas. É comum que a equipe pedagógica crie uma certa resistência com esses alunos e os afastem devido aos seus comportamentos.

Entretanto, nesse momento a melhor intervenção é aproxima-los para criar novas possibilidades de convivência, visto que muitas vezes os problemas comportamentais se manifestam devido a questões psicológicas, neurológicas e familiares. Sendo assim, investir em convênios com consultórios de psicologia e psiquiatria são uma ótima opção para que os alunos permaneçam na instituição de modo satisfatório.

Além de todas essas medidas a escola deve investir no acompanhamento de seus alunos por meios facilitados como sistemas tecnológicos e o auxílio de toda equipe pedagógica no que se diz ao desempenho apresentado pelas turmas.

 

Deixe um comentário